fbpx

Máquina de costura – conheça mais sobre ela e saiba como fazer a melhor escolha para comprar

 em Sem categoria
Quando vamos iniciar na costura a primeira coisa que queremos é comprar uma máquina. Mas você conhece os tipos de máquinas que tem no mercado? Sabe qual é a mais indicada para o seu tipo de trabalho? E como comparar preços? Nesse post iremos falar sobre itens que podem te ajudar a resolver essas dúvidas, como:
 
  • De onde vieram as máquinas de costura
  • Domestica x semi industrial x industrial
  • Função de cada máquina
  • Como escolher minha máquina?
  • Nova x usada
 

De onde vieram as máquinas de costura?

 
Para começar, vamos conhecer um pouco de história. Essa ferramenta (hoje) indispensável para quem quer costurar. Digo hoje, pois antigamente, mas não muito, ela nem existia. Isso mesmo, a máquina de costura é uma invenção recente. Ela surgiu junto com a revolução industrial por volta da 1830. Antes disso TODAS as peças que vemos eram costuradas 100% à mão. Até mesmo aqueles vestidos super complexos e cheios de tecidos das rainhas. Já imaginou o trabalho?
 
As primeiras máquinas que surgiram ainda não tinham motor, funcionavam com manivelas. Depois evoluiram para os pedais e em meados de 1950 adicionar os motores. Por volta de 1870 um senhor chamado Issac Singer, que era fabricante de máquinas, resolveu mudar as coisas. Ele desenvolveu máquinas de costura voltadas para o público em geral ao invés de industriais.
E para vender ainda mais sabem o que ele fazia? Já parcelava a máquina de costura! Um senhor a frente do seu tempo. As máquinas dele foram muito vendidas, se espalharam pelo mundo de forma bem rápida. Em 1958 ele abriu a primeira fábrica de máquinas de costura aqui no Brasil. E é o principal nome nesse mercado até hoje.
 

Domestica x semi industrial x industrial

 
Podemos dividir as máquinas em três grandes grupos: domésticas, semi industriais e industriais. Mas o que difere esses grupos é a capacidade de produção de cada tipo de máquina.
 
As máquinas domésticas são feitas para costurar até 6 horas por dia direto sem dar problemas. Porém seu uso prolongado tende a gerar muito desgaste na máquina, reduzindo sua vida útil.
 
As semi industriais ficam entre as domésticas e as industriais. São máquinas mais simples em questões de equipamento para terem preços mais acessíveis que as industriais. Sua capacidade produtiva também fica em torno de 8 horas diárias. Porém como suas partes são mais simples e baratas, elas tendem a dar mais problemas com o uso contínuo e prolongado. Mas a redução de vida útil dessas máquinas com esse uso a longo prazo é menor do que as domésticas.
 
Já as industriais são mais robustas, pensadas e resistentes. Algumas conseguem produzir por até 12 horas seguida sem sofrer muito desgaste. Suas peças são robustas e fortes, permitindo assim lidar melhor com materiais pesados do que as outras máquinas.
 
As máquina industriais e as domésticas ainda podem ser divididas em mecânicas e eletrônicas com a tecnologia de hoje. As mecânicas são mais simples e não apresentam painéis eletrônicos. Já as eletrônicas possuem painéis e algumas funções a mais do que as mecânicas. Essa tecnologia vem trazendo mais funções e proporcionando uma regulagem mais fina.
Algumas tarefas que temos que fazer de forma manual na mecânica já são feitas de forma automática nas eletrônicas. Como cortar a linha ou passar a linha na agulha, parar com a agulha baixa sobre o tecido, casinhas de botão, bordados e etc
 

Função de cada máquina

 
Quando falamos de costurar roupas devemos ter em mente que é diferente de costurar artesanatos. A costura de roupas é mais simples. E necessita somente de três máquinas básicas para trabalhar. A máquina reta, a overloque e a galoneira.
 
A máquina reta faz a junção dos tecidos. Ela pode também fazer zig-zag para alguns acabamentos ou para a junção de elásticos e rendas por exemplo. A overloque também pode fazer a junção de tecidos, porém ela é mais usada ainda por conta do acabamento que ela dá na costura. Elas corta o tecido e faz uma costura protegendo a beirada do tecido evitando que o mesmo desfie com o tempo. Além do fato da overloque ter uma tipo de ponto elástico, que é o ponto corrente, diferente da reta que faz pontos fixos.
 
A galoneira realiza uma costura de cobertura assim como a overloque. Porém ela não se limita à beiradas de tecido como a overloque. Elas faz um costura que parece reta por cima e um de cobertura na parte de baixo, muito usada para barras e bainhas. A máquina galoneira também possui o tipo de ponto elástico. Por isso é mais indicada para malha, pois suas costuras acompanham a elasticidade do tecido.
 

Como escolher minha máquina?

 
Quando vamos comprar uma máquina temos que primeiro de tudo pensar em como e quanto iremos usá-la. Se a intenção é somente costurar peças de roupas, uma máquina simples resolve. Para costurar roupas usamos cerca de 9 pontos diferentes, mais que isso é decoração.
Se vamos fazer alguns trabalhos artesanais e um pouco de decoração já é interessante mais pontos. Mas se vamos trabalhar com muito artesanal é interessante uma máquina que realize alguns bordados padrões.
 
As máquinas mais simples podem ser até mecânicas. Sua pequena variedade de pontos não exige que seja eletrônica. E isso abaixa o preço da mesma, além de facilitar a manutenção caso necessário. Já uma máquina eletrônica pode nos trazer facilidades e comodidades durante a costura. Fica a escolha de pagar o preço por alguns confortos.
 
A overloque é uma máquina quase indispensável para que vai costurar roupas. Ela dá um melhor acabamento para as peças e de forma mais rápida e profissional. Porém dependendo do volume de costura, você pode optar por uma doméstica, semi industrial ou industrial. Todas vão te dar resultados bons, porém com velocidades bem diferentes.
A semi industrial apresenta um valor muito abaixo das outras duas. Novamente fica a sua escolha pelo preço ou por algumas dores de cabeça. Mas quando a semi industrial está em dia e bem regulada ela trabalha muito bem e por muito tempo.
 
Quando vamos montar nosso cantinho da costura temos que ver nosso orçamento, o que temos disponível e o espaço que dispomos. As máquinas domésticas são portáteis, porém as semi e as industriais possuem uma mesa própria (cerca de 1,2 m de largura).
 

Nova x usada

 
Essa é uma outra dúvida que sempre surge quando vamos comprar uma máquina. Eu gosto de dizer que as maquinas são investimentos para a vida toda. Dificilmente elas dão problemas graves. Tanto é que vemos muito por ai pessoal que ainda usa a máquina da avó ou da mãe.
 
Máquinas usadas costumam ser mais baratas. Se elas forem semi ou industriais e estiverem bem conservadas vale a pena. Esse tipo de máquina, como falei antes, é mais robusta e dificilmente terá sérios problemas. Mas é claro que você sempre deve testar máquina antes de compar. E exija que a máquina esteja regulada antes de comprar. Se o vendedor não quiser fazer isso negocie o valor da manutenção no preço de venda.
 
Comprar máquinas domésticas usadas também é interessante, mas nem sempre vale a pena. Pois como elas costumam ter as novas com promoções e preços acessíveis a revenda dessas máquinas não fica interessante. Além do fato de comprar na loja você consegue facilidades de pagamentos e garantia do produto. Mas assim como nas industriais você deve testar a máquina domestica usada antes de compar. Se você ganhou essa máquina, então leve à um mecânico de sua confiança para deixa-la e ordem e use-a com vontade. Pois cavalo dado não se olha os dentes. Rs.
 
Brincadeiras à parte. Espero que algumas dessas dicas lhe ajudem a encontrar a máquina certa para você. Para saber mais sobre isso você pode acompanhar nossa página no Facebook e nossos posts. Tem sempre algum sobre maquinas e acessórios que podem te ajudar.
 

Você pode deixar também nos comentários suas perguntas que irei responder todas com muito carinho e atenção. Assim espero te ajudar nessa busca pela ferramenta perfeita para você.

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

0